Google deve esclarecer se informação de Mônica Moura sobre Dilma é verdadeira

0
152

O Google deverá esclarecer se a ex-presidente Dilma Rousseff utilizou a conta de e-mail para avisar a João Santana e Mônica Moura sobre avanços da Operação Lava Jato. A informação foi dada pela empresária em delação premiada, segundo a qual foi criado um e-mail do Gmail para que ambas se comunicassem por mensagens criadas e mantidas em rascunho, mas nunca enviadas. O Google possui dados dos IPs que acessaram as contas, incluindo dia e horário, o que pode ajudar na identificação dos usuários. Para isso, a Justiça terá que pedir a quebra do sigilo do endereço eletrônico. Também existe a possibilidade de confirmar a informação dada pela delatora por meio de perícia em computadores do Palácio do Alvorada e da petista, além de aparelhos como tablets e celulares – o que seria feito com um pedido de busca e apreensão. Ainda que apagadas, as informações podem ser recuperadas nas máquinas, sendo possível a reconstituição pelo menos parcial das ações. À Folha, o perito Ricardo Molina disse que o próprio computador de Mônica Moura também pode ajudar os investigadores a solucionar a questão. “O Google com certeza terá os dados e em um caso como esse, de grande repercussão, fornecerá se solicitado”, acrescentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui