Renan Calheiros sugere renúncia de Temer para convocação e eleições indiretas

0
152

O ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu a renúncia do presidente Michel Temer (PMDB) em um acordo que possa eleger indiretamente o presidente e vice-presidente que conduzirão o processo de eleições diretas no próximo ano.  Renan discursou durante a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos da Casa Alta do Congresso Nacional.

“O melhor era que nós conversássemos com o presidente para que ele entenda o seu papel histórico. Negociasse uma saída para que elejamos um presidente e um vice para convocar constitucionalmente uma Assembleia Nacional para o próximo ano”.

O pedido de abertura do processo de impeachment defendido pela OAB foi duramente criticado por Renan Calheiros. “Recomendar um processo de impeachment num momento de crise como este é não saber o que está acontecendo no país. Digo isso, como quem coordenou o processo da ex-presidente Dilma Rousseff, conforme calendário estabelecido pela Supremo e que durou quase dois anos”.

Renan criticou ainda o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), fruto de uma liminar expedida pelo STF. “Um senador expoente nesta Casa, não entrando no mérito, que foi candidato à presidência da República e presidia o seu partido foi afastado por uma liminar monocrática (de Edson Fachin)”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui