Justiça determina que YouTube retire do ar 16 vídeos com ofensas a Marielle Franco

0
85
Foto: Reprodução

A juíza Marcia Correia Hollanda, da 47ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, determinou 16 vídeos do Youtube, considerados ofensivos à honra e à memória da vereadora Marielle Franco, retirados, em até 72 horas.

O Google, que administra o site de vídeos, deve fazer a retirada sob pena de multa diária de R$ 1 mil. A ação foi movida a pedido da irmã da Marielle, Anielle Silva dos Reis Barboza, e da companheira da vereadora, Mônica Tereza Azeredo Benício.

De acordo com a juíza, “tais vídeos e áudios fizeram referência direta à Marielle, apontando-a como vinculada a facções criminosas e tráfico ou imputações maliciosas sobre as suas bandeiras políticas, como o aborto, fatos que podem caracterizar violação à honra e à imagem da falecida, e que, certamente, causam desconforto e angústia a seus familiares”.

Segundo a juíza, “nenhum dos divulgadores apresentou prova concreta sobre o declarado”.

Na quinta-feira (22), a irmã e a viúva de Marielle pediram na Justiça que fossem retirados do YouTube os vídeos com notícias falsas. O valor da causa foi de R$ 1 milhão, mas é o juiz quem determina a multa caso concorde com o pedido.

Fonte: Folhapress

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui