“Brasileiro não sabe se escuta o ministro ou o presidente”, critica Mandetta

0
19
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu que o governo tivesse uma única fala com a população na questão do isolamento social. Ele defende que o país continue em isolamento, enquanto o presidente Jair Bolsonaro sugere um isolamento vertical, quando apenas pessoas do grupo de risco ficam em casa e as outras são liberadas para irem às ruas.
“Eu espero que essa validação dos diferentes modelos de enfrentamento dessa situação possa ser comum e que a gente possa ter uma fala única. Isso leva para o brasileiro uma dubiedade. Ele não sabe se escuta o ministro da Saúde, o presidente”, disse o ministro em entrevista ao Fantástico exibida neste domingo (12).
“Isso preocupa, porque a população olha e fala assim ‘Será que o ministro da Saúde é contra o presidente’? Quem a gente tem de ter foco, esse aqui que é o nosso problema é o coronavírus. Ele é o principal inimigo. Se eu estou ministro da Saúde, por obra de nomeação do presidente. O presidente olha pro lado da economia. O Ministério da Saúde entende a economia, mas chama pelo lado de proteção à vida”, afirmou Mandetta.
Ele afirmou ainda que entre maio e junho terão os dias mais duros no enfrentamento à doença: “Dias em que seremos tachados. ‘Ah, vocês não fizeram o que tinham de fazer, ‘deviam ser mais duros’, ‘menos duros, porque a economia está assim’. Sempre vai haver os engenheiros de obra pronta. Serão dois, três meses de muitos questionamentos das práticas”
“Quem vai escrever essa história é o comportamento da sociedade”, pontuou o ministro.
Fonte: Varela Noticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui