Brigadistas de Sento Sé participam de curso de resgate e manejo de animais silvestres e peçonhentos

0
71
Foto: Divulgação/Brigadistas

Conhecer um pouco mais sobre as serpentes e animais silvestres que ocorrem na caatinga e como realizar o manuseio correto deles quando necessário foram alguns dos objetivos do ‘Curso de manejo de animais silvestres e peçonhento’ realizado na última sexta-feira (28), pelos voluntários da Brigada Força e Resgate de Sento Sé. A capacitação aconteceu na Universidade de Pernambuco (UPE), em Petrolina e teve duração de 8h.

O curso foi promovido pelo Projeto Escola Verde (PEV) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) e organizado pela mestra em Geografia, Helisandra dos Reis e Yan de Castro. O evento teve como palestrantes os veterinários Isis Cristina Urias Matias e Pablo Hosanah Balbino Sampaio que capacitaram os brigadistas para melhor manusear os animais durante os trabalhos de combate na caatinga.

“Para nós, essa oportunidade foi bem proveitosa porque devemos ter o senso de preservação da fauna da caatinga e como estamos situados em um local onde existe a presença de animais silvestres é importante que saibamos o procedimento correto de capturá-los”, comentou Gláucio George Lima, líder do grupo de brigada.

Matar animais silvestres é crime – De acordo com a Lei nº 9.605/98 é crime ambiental matar, perseguir, caçar, apanhar e utilizar espécimes da fauna silvestre sem autorização ou licença, ou ainda advindos de criadouros não legalizados, podendo render multa de R$ 500 a R$ 5 mil por indivíduo, se a espécie estiver em risco de extinção. A entrega voluntária de animais silvestres como está previsto no Artigo 24, parágrafo 5, do Decreto nº 6514/08 do Governo Federal, não acarreta notificações e multas ao infrator, e o processo é encerrado.

Foto: Divulgação/Brigadistas
Foto: Divulgação/Brigadistas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui