A velha Sento Sé e o patrimônio material e imaterial submersos pelas águas da barragem de Sobradinho 

0
375
Ruínas da Velha Sento Sé reaparecem com a baixo do Lago de Sobradinho. Foto: Odair Oliveira

A jornalista sento-seense, Rejane Palha Amaral, publicou nesta segunda-feira (19), seu novo artigo com 16 páginas com o tema: “A velha Sento Sé e o patrimônio material e imaterial submersos pelas águas da barragem de Sobradinho”. A construção da Barragem de Sobradinho, localizada no Submédio São Francisco na Bahia, teve início na década de 1970, pois fazia parte das políticas da Eletrobrás, organizada pelo Governo Federal, para implantação de grandes projetos hidrelétricos no país.

De acordo com a jornalista, “Está pesquisa tem como objetivo descrever um perfil histórico, socioambiental e cultural da cidade da Velha Sento Sé, inundada no ano de 1976 pelas águas do Lago de Sobradinho”, disse. Ainda segundo ela, a metodologia utilizada para desenvolver esse artigo foi a entrevista semiestruturada que reconstrói a história por meio das recordações de fatos e acontecimentos políticos e socioambientais, vivenciados pelos relocados numa época marcada por memórias silenciadas pela Ditadura Militar.

Para acessar o artigo e saber mais sobre a velha Sento Sé clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui